poesia

ipsis litteris

11:47

eu não vou mais escrever

eu não vou mais escrever
porque é muito constrangedor
quem sou eu para o fazer
se a gente já é poesia
sem censura e sem pudor?

se fosse para escrever
tão somente seria
para usar aqueles vocábulos
que outrora eu não conhecia

mas não vou mais escrever
pois quem precisa de rima
quando se tem vento e cortina
manhã entrando da janela?

eu não vou mais escrever
já estou ficando velha
e deveras repetitiva

eu não vou mais escrever
se com o meu simples sorriso
você já tem transcrição
ipsis litteris
do que eu ainda nem te escrevi

pra tua língua
faço tradução
e se eu não achar as palavras
eu te dou procuração

de querelas, não me fale
nem de queixa ou discussão
só me arrume um passatempo
não vou mais escrever, não