poesia

equinócio de outono

00:42



não vou falar dos sorrisos
e nem do nosso pecado
que é pra ninguém desconfiar
já me deram alguns avisos
mandaram tomar cuidado
porque podem nos censurar

só revelo o que for necessário
vou esconder quase tudo
o signo, eu deixo no ar
eu não conto do aniversário
e até o gênero eu mudo
se for melhor pra rimar

se eu me tornei escritor
e isso não posso afirmar
foi por pura teimosia
enquanto você, meu amor
não precisou se tornar
você sempre foi poesia