poesia

o sommelier caduco

00:12

o sommelier caduco
um dia, em casa e sozinho
tomou um copo de suco
e ainda pensou que era vinho

desprovido de sobriedade
seu amigo, o escritor
olha qualquer felicidade
e acha que pode ser amor

poesia

perdi

22:00

ela é profissional
em todos os jogos de azar
e eu, mais uma amadora
que ela tentou ensinar

aumentei, mas não tinha mão
botei na mesa o meu coração
ela viu que era encenação
e levou, sem dó, a premiação

avisei já no começo
que eu não iria ganhar
que eu não tinha experiência
e não prestava pra roubar

eu não tenho muita sorte
e nem consigo blefar
mas eu não sou competitiva
só queria jogar por jogar

ela é profissional
sabe bem onde apostar
e eu, mais uma amadora
só queria amar por amar

poesia

Volta ao mundo Carvoeira norte [2]

20:30

você merece 
alguém que
volte

volta ao mundo
sul
ou norte

beira-amar
ou continente 

tinha muita gente 
nesse que passou

e falando de
transporte
mobilidade
e acesso à
saudade

você tá meio
sem sorte
merece alguém que
volte

e eu
meu amor
só vou

não eu

Juro que foi a Helena.

00:42

Presta atenção. A Helena tá apaixonada por você, e eu te aconselho fortemente a não se apaixonar por ela. Dizem que ela é meio doida. Pois é. Ela fez uma lista de desejos e você tá no topo. A Helena é viciada em listas. A Helena disse que deveria abusar do teu corpinho. Não eu. A outra Helena. Ela me contou do que ela já fez. Também do que quer fazer. Helena com H de horny. Helena com H de heartbreaker. Não eu, tá. A outra Helena.
Juro pra vocês.